Feeds:
Posts
Comentários

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Estamos de VOLTA!! Foram 15 dias incríveis em Vilhena/RO cooperando com o trabalho dos missionários Moisés e Sandra Giani com povos indígenas; 15 dias do mover de Deus em nós, através de nós e apesar de nós!

Dentro das diversas programações nas aldeias, realizamos: construção de estradas e caminhos; limpeza do terreno para futura escola e espaço para cultos; construção de um pequeno porto para lavar roupas, louças e banho; plantação de mudas de árvores de frutas; atividades diárias com as crianças das aldeias, com teatros, histórias, mímicas, brincadeiras, dinâmicas educativas, comida, doces etc; palestras para jovens e adolescentes; palestras de higiene bucal; dia de beleza para mulheres e crianças, com tratamento para cabelo, massagens e penteados; entrega de doações, cultos, visitas, futebol, refeições, cinema.

Com as ofertas arrecadadas distribuímos: toalhas de banho para as famílias, cosméticos, pipocas, salgadinhos, doces, materiais para recreação, materiais didáticos e evangelísticos, alimentação para reuniões, mudas de árvores de frutas (coco, manga, acerola, mexerica, laranja), escovas de dente, chinelos e muitas Bíblias.

Fora o trabalho nas aldeias,ainda aproveitamos nosso tempo em Vilhena para fazer impactos evangelísticos, programa de rádio, louvor e pregação em uma igreja local.

Que experiência extraordinária! Queremos agradecer a todas as igrejas que participaram, enviaram seus membros. Agradecer as pessoas que doaram, tanto para os custos quanto para compra dos produtos listados. Em especial, queremos muito agradecer aos nossos missionários parceiros Moisés, Sandra e Hawi – família de Deus, missionários de verdade – que nos receberam com muito amor, carinho e cuidado, e nos ensinaram tanto em apenas 15 dias. Muito obrigado!

Continuemos a pregar o evangelho a todas as nações. Jesus está voltando! Aos índios nossas orações, aos missionários nossa saudade, à Deus toda glória!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas, filho e atividades ao ar livre

Luiz Guilherme Roselli
Projeto Missões

A imagem pode conter: 2 pessoas

Fechamos o ano com chave de ouro. A casa da dona Antonia e Sr. Mundico ficou pronta. Caravanas passam por lá para conhecer, apreciar e admirar uma casa de verdade. Início do ano Deus envia um bando de “anjos”, equipe do Projeto Missões. Jovens com um chamado no coração: fazer o Senhor Jesus conhecido.

Trabalharam muito no sol quente, no meio dos mosquitos. Fizeram caminhos, construíram porto para lavar roupa, arrancaram tocos onde será construído o local das festas, eventos e cultos. Almoçaram com o povo indígena, tomaram banho no igarapé, brincaram com as crianças e, mostraram o grande amor de Deus para eles.

Todas as tardes iam para a central da reserva onde vinham crianças de outras aldeias e ali cantavam, brincavam, dançavam, viam teatros, historias e ensinos importantes. Oravam e aprendiam que Deus os ama a todos. Quebraram paradigmas. Numa cultura que tem dificuldade em expressar carinho, amor, as meninas fizeram o dia da beleza, massagem com creme nos cabelos e penteados. A dificuldade foi olhar no espelho para algumas delas. Rejeição, baixa auto-estima e por ai vai. Mas ali estavam os “anjos” mostrando o amor de Deus.

Ultimo dia, o chefe faz uma homenagem a eles com agradecimentos específicos e, cada pessoa da aldeia presenteou um da equipe com um pequeno artesanato, feito por eles, com carinho e amor. Um povo que não tem o costume de dar nada aos brancos, estava ali presenteando com o que tinham de melhor. Houve choro, houve risos e houve bençãos do céu! Obrigado a todos os que liberaram esses jovens, contribuíram de alguma forma, vocês fazem parte das bençãos aqui jorradas. Obrigado a cada “anjo” da equipe que se doou, se comprometeu, que amou, que foi Jesus na vida dos Tawandês e Sabanês. O Reino de Jesus e isso: amor prático, comer junto, orar, falar da palavra, brincar, abraçar, chorar junto algumas vezes, dar esperança e esperar o Rei voltar.

Moises, Sandra e Hawi

Parte do resultado de pesquisas da Portas Abertas para a Lista Mundial da Perseguição 2017 mostram que em alguns países 100% dos cristãos são perseguidos

18-mali-mulher-encarando

Aproximadamente 215 milhões de cristãos dos 50 países que compõem a Lista Mundial da Perseguição experimentam altos níveis de perseguição por sua fé. Isso é quase um em cada doze cristãos no mundo de hoje.

Este é um número estimado pelo centro de pesquisas da Portas Abertas, que ainda mostra que apenas quatro países representam mais de metade deste total: Índia, Etiópia, Nigéria e China.

Na Ásia, o número de cristãos perseguidos é de quase 100 milhões.

Em 21 dos 50 países, a porcentagem de cristãos perseguidos é de 100% da população cristã. Em outras palavras, em 21 países cada cristão no país experimenta um alto nível de perseguição de uma forma ou de outra.

A população total dos 50 países soma 4,8 bilhões de acordo com as estimativas das Nações Unidas, mas a porcentagem de cristãos é de apenas 13%, o que destaca o seu estatuto de minoria. Deste número de cristãos, a Portas Abertas estima que 33% deles enfrentam altos níveis de perseguição.

Na metodologia da Lista Mundial, "alto" é definido como "onde viver como um cristão significa que, embora possa haver uma igreja tolerada que goze de alguma liberdade, na prática cristãos proeminentes são alvos, as próprias igrejas sujeitas a restrições significativas e há restrições também de cristãos em áreas como educação e emprego".

De acordo com os colaboradores da Portas Abertas na pesquisa para a Lista, é lamentável não podermos fornecer detalhes mais específicos dos cálculos, porque os governos e movimentos perseguidores podem utilizar esses detalhes para lançar novas medidas de repressão. Eles especialmente buscam detalhes sobre as igrejas compostas por cristãos ex-muçulmanos em muitos países.

Apesar desses números em tantos países, principalmente na Ásia, África e Oriente Médio, os cristãos ainda têm preferido ficar em seus locais de origem, levar o evangelho a outras pessoas e até morrer com essa missão.

Ficar e morrer
Em casos extremos, um cristão pode simplesmente decidir que sua melhor opção é arriscar sua própria vida pelo evangelho. Eles permanecem nos países, estados e vilas em que são perseguidos e assumem as consequências pela decisão. Os que muitas vezes dão suas vidas em detrimento da perseguição ao cristianismo, surtem um efeito desproporcional para o crescimento da igreja, com seu testemunho de dor e morte que inspira as gerações vindouras.

Um desses cristãos foi o pastor John Njaramba Kiruga. Seu ministério era ensinar a paz entre cristãos e muçulmanos numa região sem lei e perigosa no Quênia perto da fronteira com a Somália, onde o grupo extremista al-Shabaab aterroriza os cristãos. Em abril de 2015, esse grupo atacou e matou 148 cristãos em uma escola em Garissa, e o pastor John estava a caminho de Mandera, na zona de perigo. Este homem teve um sonho que ninguém o desviaria, que os muçulmanos, mesmo nas áreas mais remotas e perigosas, deveriam ter a oportunidade de experimentar a compaixão e o amor dos cristãos. Poucos dias antes de ser morto em julho de 2016, ele enviou um e-mail a um amigo: "Vou para Mandera amanhã. Ore por nós e conosco pelo Quênia. Mandera não é seguro por enquanto, mas precisamos pregar a paz a todo o custo, John". Ao voltar para casa após liderar um treinamento, seu ônibus foi atacado pelos militantes do Al-Shabaab. Ele deixa para trás uma esposa e dois filhos, Ian de 17 anos e Lenny de 9 anos. Embora pareça difícil de acreditar, outras pessoas seguirão John e continuarão seu ministério, tamanho o poder seu testemunho de vida.

O Quênia é 18º colocado na Lista Mundial da Perseguição 2017.

Fonte: www.portasabertas.org.br

No próximo domingo, dia 25 de dezembro, às 20h30 (Horário de BRASÍLIA) o Projeto Fora da Caixa irá participar da reportagem especial de Natal da GloboNews.
Convidamos a todos para assistir conosco!

image

Estamos bem próximos da 3° edição do Fora da Caixa, dias 19 a 29 de dezembro, um projeto que une pessoas de diversos lugares em prol do Sertão do Piauí.
Temos um desafio financeiro para a realização das ações e precisamos da sua parceria. Já conseguimos arrecadar mais de 300 pares de sandálias e mais de 200 brinquedos. Temos muitos desafios e você pode nos ajudar a alcançar os recursos necessários.

Dúvidas: WhatsApp (11) 97640-4443
e-mail: foradacaixa00@gmail.com

♡ Nos ajude a levar Amor, alegria e dignidade ao natal de dezenas de Famílias. ♡

A Próxima edição do Fora Caixa está chegando e queremos te convidar a se envolver com o Sertão do Piauí.
Precisamos muito da sua ajuda pois os desafios são significativos.
Precisamos de voluntários!
Precisamos de pessoas dispostas a custear suas passagens e hospedagem, e servir com suas profissões em um Natal incrível no meio do Sertão.
Precisamos de recursos! Precisamos de apoio financeiro para viabilizar os 10 dias intensos do Projeto.
Precisamos de divulgação!
Precisamos de ajuda para encontrar mais pessoas afim de ajudar, compartilhe, envie, convide…

Abençoe o Natal do Sertão Curimataense!

Entre em contato conosco:

Facebook: Fora da Caixa
Email: foradacaixa00@gmail.com
WhatsApp: 011 97640-4443

#ForadaCaixa
#NatalNoPiaui
#Voluntariado
#NatalNoSertao

%d blogueiros gostam disto: